Sinta-se beijado(a)

A língua é o único músculo que diz a que veio. Eu falo o que penso, eu conto o que vejo, eu compartilho o que gosto, eu exponho meu modo eu me mostro. É um espaço meu, seu, é universal assim como o Beijo! Fique a vontade e divirta-se!

22 de jan de 2009

Tristeza...


"...ficar triste é comum, é um sentimento tão legítimo quanto a alegria, é um registro da nossa sensibilidade, que ora gargalha em grupo, ora busca o silêncio e a solidão. Estar triste não é estar deprimido.
...
Estar triste é estar atento a si próprio, é estar desapontado com alguém, com vários ou consigo mesmo, é estar um pouco cansado de certas repetições, é descobrir-se frágil num dia qualquer, sem uma razão aparente - as razões têm essa mania de serem discretas."

->Estou lendo Martha Medeiros - Doidas e Santas, um livro que reúne várias crônicas dessa mulher que pouco conheço mas que pela leitura já estou virando fã. Acho até que vou fazer um marcador só pra ela: Doidas e Santas.

->Entendam a tristeza como uma passagem pra algo que breve será melhor.

3 comentários:

A-N-A disse...

Adorei seu blog....sou amiga da Nayara! Um bj!
www.meusdois.blogspot.com

Sergio Brandão disse...

Claudinha, vc mencionou uma "pensadora" que acompanho todos os domingos, na revista que vem dentro do jornal "O Globo". E, só por isso, me recuso a acreditar que ela escreva para (e sobre) o universo feminino. Acho que ela pensa, e coloca no papel, idéias que vão além das questões de gênero e que traduzem sentimentos (manifestados ou não) de toda a humanidade pós-moderna.
Um dia, ainda vou dedicar um post a esta publicação dominical (que é muito interessante da primeira até a última página!) e, sem dúvida, falar do quanto Martha Medeiros contribui para o sucesso da edição!
Por hoje, troco com você um daqueles parágrafos que já me calaram fundo:
"Internet, cinema, novelas, revistas, livros, música: tudo nos conduz a pensar que a vida não tem o menor sentido se a gente não sentir prazer 25 horas por dia. E onde se esconde esse tal de prazer? Se você procurá-lo num casamento, estará renunciando às alternativas. Se, ao contrário, passar em revista toda(o) (...) mulher que lhe der um sorriso promissor, tampouco terá garantia de encontrar o que procura. O que é que a gente procura? A tal festa no outro apartamento, a tal grama mais verde do vizinho, o tal êxtase que parece estar sempre na outra margem do rio".
Ah, e achei mais outro aqui:
"Norman Mailer certa vez escreveu: 'as pessoas procuram o amor como solução para todos os seus problemas, quando na verdade o amor é a recompensa por você ter resolvido os seus problemas'. É isso aí. Primeiro aprenda a administrar seus conflitos e tristezas, aceite suas oscilações de humor, busque a serenidade, fortaleça sua auto-estima e ampare-se em si próprio, sem se valer de bengalas emocionais. Aí sim, feito o dever de casa, seu prêmio estará a caminho".
É isso! Espero que tenha gostado de mais estas teorias (certeiras e universais) do bem viver. Bjão.

Anônimo disse...

Isso mostra que não podemos ser uma mentira cheia de caras e bocas, temos sim é que deixar os sentimentos aflorarem...

beijos

Paulinho