Sinta-se beijado(a)

A língua é o único músculo que diz a que veio. Eu falo o que penso, eu conto o que vejo, eu compartilho o que gosto, eu exponho meu modo eu me mostro. É um espaço meu, seu, é universal assim como o Beijo! Fique a vontade e divirta-se!

29 de jun de 2010

Tudo diferente

Tudo Diferente

Todos caminhos trilham pra a gente se ver
Todas as trilhas caminham pra gente se achar, viu
Eu ligo no sentido de meia verdade
Metade inteira chora de felicidade

A qualquer distância o outro te alcança
Erudito som de batidão
Dia e noite céu de pé no chão
O detalhe que o coração atenta

Todos caminhos trilham pra a gente se ver
Todas as trilhas caminham pra gente se achar, né
Eu ligo no sentido de meia verdade
Metade inteira chora de felicidade

A qualquer distância o outro te alcança
Erudito som de batidão
Dia e noite céu de pé no chão
O detalhe que o coração atenta

Todos caminhos trilham pra a gente se ver
Todas as trilhas caminham pra gente se achar, né
Eu ligo no sentido de meia verdade
Metade inteira chora de felicidade

(2x)
A qualquer distância o outro te alcança
Erudito som de batidão
Dia e noite céu de pé no chão
O detalhe que o coração atenta

Você passa, eu paro
Você faz, eu falo
Mas a gente no quarto sente o gosto bom que o oposto tem
Não sei, mas sinto, uma força que embala tudo
Falo por ouvir o mundo, tudo diferente de um jeito bate

Todos caminhos trilham pra a gente se ver
Todas as trilhas caminham pra gente se achar, viu
Eu ligo no sentido de meia verdade
Metade inteira chora de felicidade

A qualquer distância o outro te alcança
Erudito som de batidão
Dia e noite céu de pé no chão
O detalhe que o coração atenta

*Maria Gadú tem vez no meu som. Escuto sempre desde que comprei o Cd ao chegar em sampa. E acho o cd todo bom, em especial essa música que faz sentido hoje pra mim.

Beijosss saudosos!

23 de jun de 2010

Lembranças

Com o rosto inchado de tanto chorar escrevi esse texto. Além do dia ontem ter sido um tanto carente, saudoso e nas minhas opções de filmes dessa noite só ter um draminha, que pra minha infelicidade acabou sendo um dramão, foi quase um choque chegar ao fim do filme: Lembranças, com o lindíssimo vampiro da nova geração, Robert Pattinson.
Chorei com saudade de casa, ontem foi aniversário do meu irmão, ao ouvir sua voz alegre e o burburinho da casa com convidados minha garganta fechou, não consegui conversar direito com ele, pois só tentava controlar o choro, pra não desabar de vez e deixar ele triste, pois ele sabe como é morar só, sem família em outro Estado. Senti também por um monte de coisas e sofri por não poder correr pra um colo e chorar. E chorei por toda a saudade que ainda vou sentir. Na minha mudança optei por não comprar uma TV então me entrego ao computador e assisto filmes sempre, hoje o escolhido foi Lembranças, que tem também o maravilhoso e impecável Pierce Brosnan.
O que quer que você faça na vida será insignificante, mas é importante que você o faça, pois ninguém mais o fará. Começa a história de Tyler (Robert Pattinson) que sofre com a perda do irmão mais velho que se matou há muitos anos. O sofrimento passa a ser compartilhado quando ele conhece Ally, que também tem um tragédia pra partilhar, ela viu sua mãe ser assassinada em um assalto. Entre a dor e a descoberta do amor a história mostra os dois nessa jornada e a convivência com suas respectivas famílias.
Com um final realmente surpreendente e emocionante, Lembranças te faz pensar nas duas coisas em que mais pensamos: vida e morte. Como sobreviver a perda de um ente querido? Como seguir em frente com esse vazio? Perguntas sem resposta. Outra coisa que o filme mostra é: como as coisas são, acontecem. Justas? Injustas? As relações humanas enfim. Mas só uma coisa ta certa e clara o tempo todo: O que quer que você faça na vida será insignificante, mas é importante que você o faça, pois ninguém mais o fará.

Então fica a dica e fica a frase: Aproveite a vida!

No título tem o trailer, click!

BEIJOSSS

21 de jun de 2010

Me olho!


Esses dias ao me olhar no espelho enquanto passava maquiagem, me dei conta que muito em mim mudou, me sinto diferente e nessa análise em frente ao espelho fiquei encarando e buscando no fundo dos olhos respostas, e vi uma mulher. Voltei do transe com a certeza que não sou mais a mesma, me transformei, amadureci e cheguei num estágio de profunda percepção do meu “ eu”. É como se caísse a ficha e eu percebesse que cheguei na minha fase mulher, menina agora só na alma.

Muito prazer, Claudia!

10 de jun de 2010

Encontro marcado

Conforme os beijos aconteciam o corpo se sentia mais a vontade e demonstrava quase que automaticamente os desejos através do toque. O abraço ia ficando cada vez mais apertado, o cheiro ia me tomando a cada segundo, e o beijo cada vez mais quente. As mãos se acharam em par e tudo que vinha dela me fazia arrepiar. Os segundos me valiam ouro e eu não conseguia descolar meu corpo, minhas mãos e principalmente minha boca, dela.
Sensação absurda de que eu sempre estive junto dela, ela diz que parece termos marcado um encontro ali. E parece mesmo. Deve ter sido o tal do destino que agendou. Espero que ele marque um reencontro, porque depois desse episódio só imagino um começo sem fim pra essa história.

*E o meu coração parece que encontrou calor!


7 de jun de 2010

A PARADA!

Ontem fui pela 1ª vez a Parada do orgulho LGBT de São Paulo, hoje a maior manifestação do mundo. Barrou todas, com uma média de 3,2 milhões de pessoas. E eu acho que tinha era mais:


A Parada começou com uma versão eletrônica do Hino Nacional e depois foi uma sonzera pra todos os gostos em especial LÓGICO do mundo LGBT: Tribal, House, Drag Music, Pop, Eletro... e 3 nomes na minha opinião foram os mais tocados: Lady Gaga, Madonna e Daniel Peixoto!

Cheguei logo no início por volta de 12:30 com 2 amigos e dancei até a noite chegar. Muita música boa, os 17 trios com uma potência de som fodástica, mega organização e as pessoas, bom as pessoas tenho muito o que dizer delas.

Gente, todos os gêneros LGBT, YXZ, ABC e afins! Tinha de tudo e mais um pouco. Drag, Punk, Emo, Cosplay... inúmeras fantasias, estilos, conceitos e tudo por um mundo de igualdades, no meio de tantas diferenças!















Gente de todo jeito, gente colorida, feliz, particular, únicoa, excêntrica, normal, comum, diferente, ousada, macho, fêmea, louca, impulsiva.
Uma única raça: GENTE.

Foi uma experiência inesquecível, a 1ª vez é sempre assim né? Andar ao lado de todas aqueles pessoas, dançar, cantar, paquerar, beijar, dar risada, e ser mais um na multidão, que sensação boa. LIVRE.


Infos da web.

*Segundo a São Paulo Turismo (SPTuris), a parada é o evento que mais atrai turistas para a capital paulista. Pelo menos 400 mil turistas vindos de todo o Brasil e do exterior lotaram hotéis da cidade. Pesquisa do São Paulo Convention & Visitors Bureau (SPCVB) indica que a festa irá gerar à cidade uma receita de até R$ 200 milhões.

*Defendendo o movimento Gay, a parada teve o lema “Vote contra a Homofobia: Defenda a Cidadania”. Segundo informações dos organizadores, cerca de 3,2 milhões de pessoas participaram da Parada Gay deste ano.

Eu quero acreditar que parte das pessoas que lá estavam voltaram pra casa pensando na igualdade, nos direitos de todos e que o mundo sem preconceito será uma mundo infinitamente melhor!






Tô muito feliz de ter participado dessa festa. Tenho tanto a dizer, mas fico por aqui, talvez conte em outros capítulos, tem tanta foto e tanta história, vou deixar o gostinho e me inspirar pras próximas postagens.


*Meu melhor flagra*

Depois da parada, pit stop em casa pra renovar, e continuei a festa, me joguei na LÔCA. E foi melhor do que o esperado.

*BEIJO*




***TODAS AS FOTOS SÃO DO INCRÍVEL E MARAVILHOSO, LINDO E GOSTOSO VÍTOR SILVA, MEU MELHOR AMIGO! :)