Sinta-se beijado(a)

A língua é o único músculo que diz a que veio. Eu falo o que penso, eu conto o que vejo, eu compartilho o que gosto, eu exponho meu modo eu me mostro. É um espaço meu, seu, é universal assim como o Beijo! Fique a vontade e divirta-se!

22 de ago de 2011

Amy Forever!

Estava de férias na minha cidade natal e no dia 23 de Julho de 2011 eu acordei umas 5 da tarde, tinha tocado numa festa na noite anterior e bebido todas. Quando levantei havia um bilhete em baixo da porta em um pedaço de guarganapo. Li, reli e não entendi, até que clareou a mente e eu consegui traduzir, estava escrito: "Claudia a Amy foi pra pólvora" na hora saquei que meu cunhado com seu humor ácido havia escrito aquilo e que Amy Winehouse estava morta. Resolvi que ia ignorar aquele fato, ia acordar, comer e depois iria confirmar o bilhete. Crei coragem, liguei a tv no Globo News e lá estava Zeca Camargo e outra jornalista que não lembro o nome falando sobre a morte de Amy. Cai num choro que ainda não cessou.
A partida dessa moça doeu em mim como se fosse alguém muito próximo. Exagero? Não, minha verdade apenas!

Desde que conheci sua música, numa ocasião muito especial até, estava viajando aqui pra Sampa afim de assistir o show da Madonna, e estava num hotel com meu amado amigo Marcos Matos e ele me mostrou vários vídeos da Amy e desde então passou a ser minha cantora favorita. Enquanto o mundo julgava as atitudes da jovem eu nunca nem pensei por esse lado, sempre vi a Amy como uma diva da música, eu nunca escutei Jazz e a partir dela passei a conhecer esse som tão diferente e maravilhoso que ela trouxe pros nossos ouvidos e almas. Chorei, de vez em quando ainda choro, ou minha garganta fecha quando penso nela, choro pelo talento que perdemos, pela vida de uma jovem que se vai, pela dor que ela carregava no peito por amar demais, choro por uma vida. Sempre defendi Amy pela sua arte, pela sua verdade em ser o que se é, e por causa disso até amizades foram pelos ares, que se fodam, sou grata a Amy por me mostrar a verdade das pessoas.

Da minha boca ou das minhas palavras você leitor nunca vai ouvir ou ler algum julgamento meu sobre Amy, ou sobre qualquer pessoa. Cada um faz o que quer da vida, e eu não tenho nada a ver com isso nem você, certo?
Senhorita Amy Winehouse entrou na minha vida pra ficar, com suas letras fodásticas (fodas e fantásticas), eu danço, eu canto, reflito, choro, dou risada, todas as emoções tomam conta quando na caixa de som, no fone de ouvido, na balada tem Amy.

*Em janeiro eu estava lá num dos melhores shows da cantora no Brasil, dei graças a Deus por ter ido e comprovando a lenda que era essa mulher quando abria a boca, que voz perfeita, que banda incrível, sim o show foi perfeito do jeito dela e pronto.

*Comprei todas as revistas com ela na capa e a Billboard Brasil tem um texto maravilhoso: "Você nunca vai fazer 28" quem puder ler, mas aqui um trecho escolhido por mim:
"E agora vocês lamentam pela Amy. Fazem novas conjecturas com os 27. Uma explicação: ela era simplesmente muito talentosa. Você não escolhe o seu playlist? Eu também. E, de quebra, preservei sua voz em Back To Black. Com o tempo, vocês esquecerão a imagem de uma artista em decadência física e se lembrarão apenas de sua grande voz. Por isso ela não fez 28."
Dona Morte arrasou nesse texto!

*Leia a Rooling Stone também.

*Já que não pude ir a Londres fazer uma homenagem (hehe) fiz o que pude aqui pra ela se sentir amada seja lá onde ela estiver. Acendi uma vela no 7º dia, fiz uma festa pra ela, intitulada Tributo a Amy, e hoje lhe escrevo esse texto, 1 mês depois de sua morte.


E tenho dito se você nunca escutou a música dessa artista, então escute, mas livre-se de todo o preconceito e escute a arte que ela trouxe ao mundo, só isso que vale a pena. E você que já conhece, escute da mesma maneira, música boa e de uma verdade tocante.
AMY FOREVER!!!

REST IN PEACE SWEET!


*Escutando sem parar a música "Wake Up Alone" do álbum Back to Black".

2 comentários:

Cesar Junior disse...

Dinha, belo texto e que bela sensibilidade que você tem! Adorei a a frase "E tenho dito se você nunca escutou a música dessa artista, então escute, mas livre-se de todo o preconceito e escute a arte que ela trouxe ao mundo, só isso que vale a pena." Estou nessa com você. Amy Forever! Bjos Dinha.

Anonima disse...

Amore tb gosto da Amy; aliás gosto do timbre da voz. rouca, sofrida até não poder mais; lembra muito de outra "transgressora" da minha época: a Jannis, É! Esta mesma! Rouquinha e louquinha! Um suingue black incomparável. Agora ... as letras... bem as letras... deixa prá lá! Fiquemos com a voz q está de boa saudade! Beijos.