Sinta-se beijado(a)

A língua é o único músculo que diz a que veio. Eu falo o que penso, eu conto o que vejo, eu compartilho o que gosto, eu exponho meu modo eu me mostro. É um espaço meu, seu, é universal assim como o Beijo! Fique a vontade e divirta-se!

8 de dez de 2008

Ahhs (suspiro) Chicas!


*Reportagem de Viviane Teixeira, em 06 de dezembro de 2008, extraída do site Agência de Notícias do Acre.

“As Chicas” se apresentam em Rio Branco.
Os shows serão realizados no dia 11 no teatro da Firb/FAAO, e no dia 13 na Usina de Arte João Donato às 20 horas.

O quarteto foi convidado pelo Clube do Choro e se apresenta na capital acreana pela primeira vez. O Clube do Choro de Rio Branco apresenta nos dias 11 e 13 de dezembro o quarteto Paula Leal, Amora Pêra, Fernanda Gonzaga e Isadora Medella. Juntas elas formam “As Chicas”, um grupo que surgiu nos anos 90 a partir de uma peça de teatro, e que acaba de lançar o primeiro CD intitulado “Quem vai comprar nosso barulho”. Consideradas pela crítica especializada como uma promessa que está derramando mais talento na música popular brasileira, elas compõem, escrevem, arranjam, tocam, dramatizam e cantam.

“As Chicas” foram convidadas pelo Projeto Rio Branco Musical desenvolvido pelo Clube do Choro. Os shows serão realizados no dia 11 às 20 horas no teatro da Firb/FAAO, e no dia 13 no mesmo horário na Usina de Arte João Donato. Os ingressos estão sendo vendidos a R$ 20 inteira e R$ 10 meia, antecipadamente no Clube do Choro, localizado no Centro Empresarial, na Firb e na Discardoso.

Responsabilidade Social: No dia 12 de dezembro “As Chicas” participam de um Workshop com os jovens do bairro Taquari, como uma forma de apresentar a esse público um pouco da música popular brasileira e inseri-los em um ambiente cultural pouco disseminado nas periferias. O Projeto faz parte das iniciativas do Programa Nacional de Segurança com Cidadania (Pronasci). O encontro acontece às 10 horas.

“As Chicas”: o primeiro CD “Quem vai comprar nosso barulho” traz uma mistura eclética de gêneros e ritmos, as cantoras possuem identidade única. Composições próprias são mescladas com canções inéditas de Gonzaguinha e alguns outros atores como Marcelo Yuka.

A contracapa do CD traz uma receita para cada música. “Oração” é para ouvir no escuro, “Felicidade” é para ouvir pelado.

...

*EU AMO OS PROJETOS CULTURAIS DE RIO BRANCO!!!

*BEIJOS INTÉ!

Um comentário:

Sergio Brandão disse...

Pelo tipo de música, deve ser mesmo um show e tanto! Que vcs tenham um ótimo programa!!! Bjs.