Sinta-se beijado(a)

A língua é o único músculo que diz a que veio. Eu falo o que penso, eu conto o que vejo, eu compartilho o que gosto, eu exponho meu modo eu me mostro. É um espaço meu, seu, é universal assim como o Beijo! Fique a vontade e divirta-se!

19 de ago de 2009

Música e sua influência

O que ouvimos quando criança? E na adolescência? E hoje, amanhã? Eu por exemplo cresci ouvindo MPB, Bossa Nova e muito Rock’n Roll, influências de meus pais e de meu irmão. É Pau é Pedra, é Garota de Ipanema de Tom Jobim, a Roda Viva de Chico Buarque, o oceano, Um Dia Frio que cerca Djavan e o Corsário de João Bosco.
De tom em tom fui formando minha linha musical. Além da bossa, muito rock com Beatles, Dire Straits e Deep Purple que embalaram muitas das viagens de família ainda no toca-fitas do carro. Na adolescência, cantei e dancei com Spice Girls, dublei Shakira e pulei muito com Mamonas Assassinas.
Acredito fielmente que temos sim uma grande influência musical que nos cerca mesmo sem perceber. Esse elemento que nos embala seja sábado à noite ou não é sem dúvida o carro chefe da cultura, que nos leva para diferentes mundos, línguas e memórias. A música em si é um próprio mundo, devem existir mais músicas gravadas do que pessoas andando por aí.
A evolução dos instrumentos musicais, as notas e as sonoridades fazem da música uma mistura sem fim. Eletrônica, rap, rock, reggae, hip-hop, samba, pop, bossa nova, sertaneja, funk, soul, pagode, clássica, salsa, bolero, lírica e tantos outros ritmos que fica até difícil imaginar o que vem pela frente.
Música é o embalo da vida, é comemorar um dia de alegria, é estar feliz e querer cantar, é tomar banho e aproveitar o eco do banheiro e soltar a voz, mas sem desperdiçar água heim? Um dos alimentos da alma é a música, a melodia que nos leva sempre para algum lugar melhor. Até mesmo quando estamos tristes ouvimos uma canção e lá vem a famosa dor de cotovelo. Mas a música é sim, sintoma de felicidade, de alegria, de saudade, de coisa boa.
“Cantar e cantar e cantar a beleza de ser um eterno aprendiz”. Adentrar no mundo musical é incrível, nos transportamos para vários momentos de nossas vidas. A trilha de um filme, o tema de uma novela, a música tocando na hora que você viu aquela pessoa especial, o primeiro encontro, aquele CD que você ganhou, são tantas cenas do dia-a-dia que ficam gravadas através de uma canção, de uma letra.

*Escrevi esse texto há 2 anos mais ou menos e o publiquei num jornal acreano: O Tablóide. Aqui tem o meio do texto, retirei parte do começo e parte do fim. Espero que gostem, pois ele continua sendo atual.

A música tem um siginificado muito importante na minha vida, meu dia-a-dia é trabalhar com música, com aúdio, nas noitadas sou eu quem boto música pras pessoas, eu amo cantar, canto muito o dia todo, com gente, sem gente, enfim.


Música pra mim é viver e pra você?

*BEIJOS, agradeço as visitas!

4 comentários:

Jamylle Carvalho disse...

Adorei o texto...
Eu, particurlamente, sou movida à música. E acho que todo mundo né?!
*-*

marcelo dalla disse...

Olá querida! Adorei e assino embaixo. Música é fundamental, faz parte da minha vida, respiro música. Já cantei em coral, minha avó era professora de piano (tocava na adolescência), já trampei muuuito como DJ e minha peça de teatro tem várias canções. Só não sou músico mesmo, pq sou geminiano e decidi fazer outras coisas. Mas já estabeleci: na próxima encarnação serei só músico! rsrsrsrs
bjos, saio daqui inspirado.

Malu, Paulo e Bianca disse...

Adorei o texto. Música é realmente tudo nessa vida. Pra mim, particularmente, seria dificil viver sem.

Como diria Nietsche, ''sem música, a vida seria um erro''.

curti aqui, dá uma passa lá também?
beeijo.

Cαmilα ♥ disse...

Gente que lindo que está aqui!
Muito tempo que não apareço!

Tá de parabéns Claudinha, tá lindo de verdade!

Um beijo, mas sem ligua, pra tu.
=*